sábado, 31 de agosto de 2013

Os 13 Porquês

Postado por Mayara às 16:21
Reações: 
0 comentários


Os 13 Porquês, de Jay Asher
Editora: Ática
ISBN: 9788508126651
Páginas: 256
     A vida de Clay Jensen já era estranha antes de receber um recado de uma morta.
          Um dia, ao chegar do colégio, ele se depara com um pequeno embrulho na porta de sua garagem. Dentro, havia apenas setes fitas cassetes, com os dois lados inumerados de 1 a 13. Ao escutar a primeira, para a sua surpresa, escuta a voz de Hannah Baker.
         Hannah Baker, garota mais falada do colégio, que se suicidou há algumas semanas atrás. E primeiro amor de Clay.
         Nas fitas, Hannah explica os treze motivos que a levaram a acabar com a própria vida. Se você recebeu as fitas, você é um desses motivos. Escute-as e repasse-as para o próximo da lista, caso o contrário, todas as fitas vão acabar vindo a público.
 O que Clay teria feito para estar nessa lista?
    
Minha Opinião 
        O livro é excelente! Ele é escrito em dois pontos de vista: o de Hannah, se justificando com as fitas, e de Clay, escutando-as em busca de saber onde ele se encaixa em tudo isso. Entre os dois, Clay me conquistou quase que imediatamente, já Hannah foi um caso a parte. Ela realmente me irritava, mas mesmo assim, não consegui deixar de ficar com pena dela à medida que as coisas vão piorando.
        É um livro relativamente pequeno, mas que me marcou muito. Ele trata de todos aqueles problemas que estão presentes na nossa sociedade, mas que todo mundo finge que não existem, como bullying, depressão e suicídio, e deixa uma mensagem bem clara: Ninguém sabe a maneira como uma ação nossa vai acabar afetando a vida de alguém.
        O próprio Jay Asher, autor do livro, comenta no final um trechinho que acho que vale a pena ser lido:
  "É importante estarmos consciente do modo como tratamos os outros. Mesmo que alguém pareça ignorar um comentário casual ou não se deixar afetar por um boato, é impossível saber tudo o que se passa na vida daquela pessoa e o quanto podemos ampliar sua dor."
        E se o cara que escreveu o livro falou, não sou eu que vou descordar, não é mesmo?
        Os 13 Porquês é a prova escrita( e muito bem escrita, por sinal) de que YA não precisa ser sobrenatural para conquistar o publico juvenil.

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Escolhida- House of Night

Postado por Mayara às 14:56
Reações: 
0 comentários

Sinopse: Neste terceiro livro da série House of Night os acontecimentos tomam um rumo misterioso e perturbador. Zoey tenta encontrar uma solução para ajudar Steve Rae, que luta para manter sua frágil humanidade, antes que ela se transforme em um monstro. Entretanto, salvar sua melhor amiga significa ir contra Neferet, e para conseguir o que quer, Zoey acaba se aliando a uma inesperada pessoa, tornando-se sua confidente e parceira. Para complicar, o horror atinge a Morada da Noite quando dois assassinatos ocorrem. Zoey se vê num drama pessoal e numa posição realmente delicada. Deve guardar segredos, até mesmo de seus amigos, tomar decisões muito importantes, e agora que acabou se envolvendo com um terceiro cara, deverá lidar com os três, já que não consegue se decidir entre eles.
Resenha: Escolhida é um livro interessante para série, apesar de só começar a se desenvolver nos capítulos finais, finalmente consegui ver que várias coisas acontecem de verdade neste livro. Não sendo o grande clímax da série, creio eu, mas pelo menos encaminhando a um pouco de movimento ao contexto que já estava ficando estagnado.
Zoey sofre por uma reviravolta em todos os sentidos de sua vida. E para minha surpresa, Erik finalmente deu um jeito de se mostrar sem parecer um grande banana. Parabéns para ele, tomando atitudes que muitos mocinhos não fazem. Tem coisas que não tem como se compreender com tranquilidade e achar que está tudo bem. Ele teve uma reação bem normal a tudo que passou e a maneira como descobriu. Ok, vou me controlar para não dar spoiler.
Como eu disse, Zoey deveria confiar mais em seus amigos, neste livro temos um pouco mais de todos os segredos que ela acha que deve guardar de todas as maneiras para si. Mas também temos as consequências que isso traz, o que me empolgou bastante.
É como se finalmente toda a chatice e bobagem que estavam se enrolando nos primeiros livros, e no início deste, finalmente aparecessem e fizessem a vida dela seguir o rumo que ela buscou de forma indesejada.
Eu gosto bastante de como as autoras usam isso da Deusa, gosto da fé incondicional que todo personagem tem nela e como parece que tudo está sendo escrito de acordo com os desejos de Nyx. Ela é como se fosse a grande escritora do trajeto da história, o que é bem bacana.
Basicamente, eu gostei mais do fim deste livro do que de todo o restante da série. Posso dizer que estou curiosa para ler a sequência, que eu espero do fundo do meu coração que não seja uma grande decepção. Quero ver a Zoey sofrendo um pouco, para ver a história tomar o curso que a protagonista está merecendo.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Resenha: Belo Desastre

Postado por Mayara às 19:42
Reações: 
3 comentários
Sinopse: Abby Abernathy é uma boa garota. Ela não bebe nem fala palavrão, e tem a quantidade apropriada de cardigãs no guarda-roupa. Abby acredita que seu passado sombrio está bem distante, mas, quando se muda para uma nova cidade com America, sua melhor amiga, para cursar a faculdade, seu recomeço é rapidamente ameaçado pelo bad boy da universidade. Travis Maddox, com seu abdômen definido e seus braços tatuados, é exatamente o que Abby precisa – e deseja – evitar. Ele passa as noites ganhando dinheiro em um clube da luta e os dias seduzindo as garotas da faculdade. Intrigado com a resistência de Abby ao seu charme, Travis a atrai com uma aposta. Se ele perder, terá que ficar sem sexo por um mês. Se ela perder, deverá morar no apartamento dele pelo mesmo período. Qualquer que seja o resultado da aposta, Travis nem imagina que finalmente encontrou uma adversária à altura. E é então que eles se envolvem em uma relação intensa e conturbada, que pode acabar levando-os à loucura.

Belo Desastre de Jamie McGuire.
Nota: 5/5
Gênero: Romance.
Número de páginas: 389
Sites para compra: Submarino por R$34,90; Saraiva por R$34,90; Sicilianopor R$34,90; Livraria Cultura por R$39,90;

  | Bem, eu vou começar dizendo essas simples palavras: este livro é perfeito.
De início, a capa não pode ser entendida, mas se dor dedicado o mínimo de atenção pode se fazer a ligação do nome com a borboleta presa, como se o amor dos personagens principais só percebem no que se meteram quando se pegam aprisionados dentro desse sentimento, ocasionando um belo desastre.
O romance conturbado dos dois não é brincadeira, e não existem personagens malvados fazendo armações para que o lindo casal principal se separe. Existem apenas duas pessoas que tem um passado, tem problemas e precisam aprender como viver juntos e superar tudo isso.
Primeiramente, irei falar sobre a Abby. Muitas das críticas mais famosas de “Belo Desastre” traziam o Travis como o personagem que fazia você dar voltas com os seus sentimentos, ora o odiando, ora o amando. Eu, pelo menos, senti isso com a Abby, e não com ele. 
Ela é uma garota que tenta a todo custo assumir uma vida normal e segura, mas que desde o início está na cara que não tem nada a ver com ela. Com ótimas notas e roupas comportadas, ela está tentando se manter longe do Travis por motivos que ficam desconhecidos em boa parte do enredo, resumindo-se apenas em seu passado. Eu a amei pelo fato de ser uma personagem forte e inteligente, que sabe o que quer, e a odiei por, muitas vezes, deixar de usar a inteligência. Sem querer ofender. O meu grande problema com a Abby foi ela ser tão solúvel em suas decisões, sempre muito dividida, em dúvida. Mas quando ela tomava aquela decisão, ninguém a fazia mudar de ideia, a menos que ela quisesse, e isso me fez amá-la e odiá-la inúmeras vezes durante a leitura.
Já o Travis sempre foi do tipo decidido. Além de ser extremamente fofo, mas ainda sim cometer inúmeros erros. Em minha opinião, muitos dos erros deles foram justificáveis, já que ele nunca entrou em um relacionamento sério e com a Abby é como se ele estivesse pisando em ovos. 
A família dele é incrível, também. Os irmãos dele são descontraídos e aceitam a Abby com uma incrível habilidade, e o pai dele é sábio, por assim dizer. Então, se apaixonar pelo Travis é tão fácil quanto se apaixonar pela Abby.
Existem também o Shepley, primo do Trav, e a America, melhor amiga da Abby, e por um acaso eles são um casal. Um incrível casal, diga-se de passagem. Os dois personagens são incrivelmente engraçados, e a cada página você se pega pensando que adora eles, que quer mais deles na história também. E você não se decepciona.
O que mais conquista em “Belo Desastre” é que a história é clichê ao mesmo tempo que é original, e quando você percebe está enrolando para ler o livro porque terminar se torna uma ideia quase insuportável. É cheio de emoções, e é incrível acompanhar enquanto os personagens vão amadurecendo, crescendo, e por fim, amando. Eu recomendo o livro porque todos devem saber como esse desastre é realmente belo.

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Série-Orphan Black

Postado por Mayara às 07:45
Reações: 
0 comentários

Sinopse: 
Na história, Sarah, uma órfã que foi criada nas ruas, testemunha o suicídio de Beth, uma mulher idêntica a ela. Buscando fugir de seus problemas, ela assume a identidade da mulher, uma detetive da polícia que atuava no departamento de assuntos internos.
Mas o que parecia um recomeço, torna-se um pesadelo, pois Sarah descobre que ela e Beth são na verdade clones que um assassino profissional está determinado a eliminar.
Gênero: Ficção científica, Drama
Elenco principal: Tatiana Maslany, Jordan Gavaris, Skyler Wexler, Maria Doyle Kennedy, Dylan Bruce, Kevin Hanchard, Évelyne Brochu.
Minha opinião:
Já tem um tempinho que eu vejo comentários sobre Orphan Black, mas apesar de gostar bastante de ficção científica a história não me agradou muito, quando li a sinopse minha reação foi mais ou menos assim. “Sério, uma série sobre clones? Ninguém merece!”. Como não tinha nada para ver com o final das séries que assisto decidir dar uma chance a Orphan Black. Pela quantidade de estrelas da pra ver que eu adorei, adorei tanto que praticamente engoli os 10 episódios em um dia. Orphan Black é uma série super inteligente e samba na cara das outras com sua esperteza. E com o passar do tempo, a história ia se desenrolando e eu não conseguia tirar os olhos da tela, fiquei tão presa na série que nem via o tempo passar. Toda hora que eu pensava que sabia alguma coisa a série ia lá e me surpreendia, me deixava de queixo caído. Sem duvidas é um dos melhores seriados que já vi nos últimos anos, o único ponto negativo é que a segunda temporada só vai estreia em 2014. Uma das coisas que não poderia deixar de escrever é sobre a Tatiana Maslany, pois Orphan Black é Tatiana Maslany. Depois que assisti a série ela se tornou pra mim uma das melhores atrizes da tv atualmente e quem também assisti essa série com certeza vai concordar comigo. Tatiana não interpreta só Sarah, ela interpreta mais seis personagens, seis personagens totalmente diferentes, cada uma tem sua vida, seu jeito de se vestir, seu cabelo, suas próprias expressões, sua própria personalidade e seu próprio sotaque, essa parte que é a mais incrível, pois, na série ela interpreta uma alemã, uma inglesa e uma ucraniana, e da pra perceber a diferença de cada sotaque. Tatiana interpreta cada uma com tamanha facilidade e detalhe, desde a punk rock Sarah, passando pela problemática Alysson, pela nerd Cosima, até a selvagem e perturba Helena, e ela faz isso com tanta diferença que, em algumas cenas, eu pensei que outra atriz estivesse fazendo a personagem, tamanha a diferença entre cada uma delas. Eu recomendo muito, muito Orphan Black, principalmente pra que gosta de ficção científica, e mesmo se você não é muito fã desse tema assista, porque tenho certeza que você irá se surpreender tanto quanto eu me surpreendi.
            Download | Assistir Online

Resenha: Beijada por um anjo

Postado por Mayara às 07:43
Reações: 
2 comentários

 Em sua mente, Ivy tentava justificar a atitude de Tristan: quando lhe dera aquele beijo que a trouxera de volta à vida, ele só estava equilibrando o bem e o mal, afinal fora Gregory o responsável por sua morte… Seu beijo de vida seria como um acerto da ordem das coisas. Mas um acerto para quê? Um acerto para que ela ficasse viva, como se sua vida fosse a coisa mais importante do mundo? Por mais que quisesse pensar que Tristan fora vítima da maldade de Gregory, na realidade ela sabia que ele sucumbira ao seu próprio desejo, ao desejo de tê-la viva perto dele. Ele se deixara levar pela tentação arranjada por Gregory e, agora, estava pagando com sua alma decaída. Não, não há justificativa: nossas escolhas são de nossa responsabilidade; não importa se você é mortal ou anjo. Neste último livro da série, Elizabeth Chandler vai surpreender o leitor com um final incrivelmente corajoso e cheio de delicadeza. Um desfecho comovente e sensível para uma série que tem encantado milhares de pessoas.

Resenha: Garota Exemplar

Postado por Mayara às 07:41
Reações: 
0 comentários

Garota Exemplar - Gillian Flynn
Sinopse: Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo – o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza –, “Garota Exemplar" alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?
Primeiro capítulo? Aqui.
Tem mais livros? Não.
Quanto custa? De R$ 23,00 a R$ 39,90
Terá filme? Sim!
Booktrailer? Não tem ><
Minha opinião:             Nick Dune cresceu no Mississipi e se mudou pra Nova York, onde era jornalista na época em que a internet ainda não havia tirado o emprego da maioria das pessoas dessa categoria. Amy Dunne, sua linda esposa, é rica desde criança graças ao sucesso da série de livros Amy Exemplar, baseada nela, escrita por seus pais – psicólogos. Amy cursou psicologia mas optou por escrever testes de personalidades para revistas adolescentes.
            Depois de muito tempo de namoro e mais algum tempo de casados, a mãe de Nick adoece e, por isso, eles precisam se mudar para a cidade natal dele, onde Nick e sua irmã fundam O Bar. Amy, uma garota de cidade grande, acompanha seu marido sem nenhuma reclamação e se torna dona de casa. No dia do quinto aniversário de casamento do casal, Nick recebe um telefonema de seu vizinho preocupado com o fato da casa dos Dunne estar arrombada. Nick volta e percebe que sua esposa está desaparecida, e há sinais de luta pela sala de estar e cozinha.
            Com a ajuda de policiais, dos pais de Amy e da irmã de Nick, Go, as buscas por Amy – a menina famosa por ter inspirado a série Amy Exemplar – se tornam de conhecimento nacional. A narrativa é alternada entre o ponto de vista de Nick e um capítulo do diário de Amy. O grande ponto do livro é: todas as pistas começam a apontar para Nick, dando a entender que ele matou sua esposa para ficar com o seguro de vida dela.
            Nick, indignado, faz de tudo para encontrar o real culpado pelo sumiço de sua esposa. Infelizmente, agora ele só tem uma policial e sua irmã ao seu lado. Logo Nick descobre o grande mistério do livro, um fato que choca qualquer leitor e é capaz de deixar alguns de bocas abertas e completamente incrédulos.
            Garota Exemplar tem uma narrativa cativante e misteriosa, que estimula o leitor a não parar de ler nunca. O final da história é surpreendente, mas isso nem sempre é uma coisa boa. A obra deixa a desejar na falta de informação sobre alguns personagens, assim como algumas coisas óbvias que não poderiam passar despercebidas por eles.
Nota: ★★★ Bom
Resenha por books-4-you

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Dicas de Diários

Postado por Mayara às 18:13
Reações: 
4 comentários
 Oii, vou mostrar para voces algumas dicas de diários, para voce que tem, como organizá-lo, e para voce que não tem, voce vai amar estas dicas e com certeza vai ficar louca para ter um !!

1.Compre um diário que seja a sua cara, se por algum acaso você não poder comprar um, pegue um caderno e enfeite-o como quiser !!

2. Para começar, você deve escolher uma caneta com sua cor preferida e o mais importante: sua letra deve ser linda !! Uma dica é que você deve escrever nele todas as noites, pois assim poderá relatar tudo o que ocorreu em seu dia. No inicio de todo relato você pode colocar 'Dear Diary' e no final, coloque o dia e a data, e assim por diante.
3. Desenhe coisas fofas, caso você não seja uma boa desenhista, cole adesivos cute. Uma dica é você colar em todas as folhas no canto dela um adesivo. Use canetas de diferente cores, isso ajuda a deixar seu diário mais cute ><
4. Guarde seu diário em um lugar que apenas você saiba, e se algum dia deseja que alguém leia-o, não escreva coisas muito intimas suas. 
5. Outras dicas é que você de um nome ao seu diário (o nome do meu é Lolita rsrs). Você pode também colocar fotos suas. e ao lado descrever o momento em que a foto foi tirada. Você pode também escolher um tema único ao seu diário ex: Escrever apenas em um lado da folha e no outro colar adesivos, escrever apenas de rosa e o titulo de azul, bem existem infintas dicas aí vai da sua imaginação ><
6.Escreva no seu diário seus sonhos, objetivos, suas paixões etc... Fale nas primeiras páginas sobre você, durante o diário você também pode escrever quem você odeia, a sua opinião sobre os outros etc...
7. Não esqueça que em seu diário você deve desabafar coisas que não tem coragem de falar para ninguém (desde que você guarde-o em um lugar seguro).
  Espero que tenham gostado, e ter um diário é uma cosa muito útil e necessária ^^ bjjs...





Para as baixinhas que querem ficar mais altas:

Postado por Mayara às 17:29
Reações: 
0 comentários
  As mulheres, por mais belas que estejam  nunca estao satisfeitas e sempre acham que falta algo mais para se sentirem bem. Algumas querem ficar mais magras almentar ou diminuir isso e aquilo, enquanto outras querem ser mais altas. mas a boa noticia para as baixinhas é que é possível '' dar uma crescidinha'' com alguns truques de moda para parecer mais altas.

        O que devo usar para parecer mais alta ?

 As mulheres de estatura baixa devem valorizar mais o rosto caprichando na maquiagem, nos cabelos e usando brincos grandes para ressaltar o rosto. Abuse dos decotes V tanto em blusas como vestidos. O  decote alonga o pescoço.
  Evite usar cores claras e tecidos brilhantes, pois criam ilusão de corpo macios. Use roupas de tons mais escuros e foscas, eles dao a sensação de espichar a silhueta.
 

Dicas para uma maquiagem perfeita:

 A  maquiagem e artigo indispensável na vida da maioria das mulheres. Valoriza a beleza de todos os tipos de pele e em qualquer idade. A mulher moderna trabalha, cuida da casa, dos filhos, e as vezes não tem tempo para dar atenção a si própria.
   A maquiagem Fernanda seaba, do fino capelli, lista ainda as melhores dicas para uma maquiagem perfeita.

>> Aplique uma base mais clara que a sua pele na testa, pois isto suaviza os traços e ilumina o rosto.

>> Caso seu batom esteja derretendo, coloque-o na geladeira por alguns minutos.

>> Use sempre corretivos com tom levemente esverdeados, pois corrigem melhor as espinhas e as olheiras.

>> O rímel devera ser passado apenas nos cílios superiores, para não carregar o visual. Caso o mesmo esteja ressecado, pingue soro fisiológico, assim ele poderá ser utilizado mais algumas vezes. E se não quiser deixar o rímel somente no cílios superiores.
 
>> Para finalizar usem um produto em spray para selar a maquiagem após, estarem feita para ter uma fixação homogenia em seu rosto e ter durabilidade adequada.

terça-feira, 9 de julho de 2013

Livros e mais Livros

Postado por Mayara às 16:14
Reações: 
0 comentários
Ohayoo ;33 Beem, hoje eu vou mostrar a vocês um site muito bom para baixar livros, lá tem todos os livros (todos mesmo) que vocês quiserem. Site aqui. Eu baixei já alguns e como não tenho muito tempo para ficar no not, passei pro meu celular e leio por ele kkk
 Como eu amo indicar livros >< (Tão eu) Vou passar o link dos livros que baixei e amei muito.


Métrica
 Só tenho olhos para você:
 Nascida a meia noite #1:
 Despertada ao amanhecer #2:
Levada ao entardecer #3:
 Romeu imortal:
 Julieta imortal:
 O Diário de Anne Frank:
 Não sou esse tipo de garota:
 Como eu era antes de voce:
 A garota dos pés de vidro:
 Quem é você Alasca?
 Liberta-me #2 (O primeiro é Estilhaça-me)
 O menino do pijama listrado
 O inverno das fadas
O lado bom da vida:
 Ladrão de almas


 Estes sao os livros que eu baixei e que decidi lhes indicar. Tem outros que eu já fiz a resenha e eu vou atualizá-las e postar o link do livro. Bjss

sábado, 6 de julho de 2013

Fotografando dentro de casa!!

Postado por Mayara às 17:49
Reações: 
0 comentários
Fotografar dentro de casa ainda é um desafio pra muita gente. Quem é tímido ou não pode por outros motivos fazer sessões de fotos externas, acaba tendo que usar o dobro de criatividade pra driblar a falta de iluminação e fazer fotografias perfeitas. Mas é claro que existem alguns truques que podem fazer toda a diferença. Bora descobrir algumas truques que uso?
1. Aproveite a luz da janela
Se você não possuí uma câmera profissional com muitos recursos para ajustar a iluminação, aproveite ao máximo a luz natural no ambiente. Dentro de casa, abra todas as janelas e tente sempre fazer as fotos o mais próximo possível delas.  Prefira fotografar nos dias de sol. Assim, você conseguirá fotografias com bons tons e uma ótima qualidade.
2. Um pouco de diversão
Se o seu quarto for daqueles bem simples, faça com que ele pareça um pouco mais divertido nas fotos. Em papelarias você encontra umas coisas baratinhas que podem ajudar bastante: Estrelinhas, confetes, balões, papéis coloridos…
3. Papel de Parede
Os papéis de parede são uma alternativa bem legal pra quem gosta de fazer auto-retratos.  Eles dão um pouco de cor para aquela foto mega simples, e ainda decoram a parede do quarto. Na internet existem várias lojas que vendem desenhos já prontos ou personalizados 
4. Use o espelho
Pensou que fotografar no espelho era brega? Depende. Com o espelho você pode conseguir fotografias incríveis. Basta saber usá-lo ao seu favor (e não só pra mostrar o modelo da sua câmera). No We Heart it, na tag mirror, você encontra um monte de fotografia legal que serve como inspiração.
5. Convide suas amigas
Nada melhor do que uma sessão de fotos bem fofa com as melhores amigas né? Marque em um final de semana, e combine de cada uma levar uma coisa: Cupcakes, balões, confetes, velas faiscantes e tudo de mais fofo que cada uma tiver em casa. Sempre tem uma amiga que não curte aparecer muito nas fotos né? Ela pode ser a fotografa!

6. O ângulo
Aproveite o seu melhor ângulo. Tire 500 fotos e descubra qual valoriza mais a sua corte de cabelo, formato de rosto…. Depois, fotografe sempre seguindo essa ideia. Garanto que assim, quando passar tudo para o computador, você vai parar de apagar 80% das fotos que tira.
7. Luzes Artificiais
Se bateu aquela vontade de fotografar bem no meio da noite, use e abuse das luzes artificiais. Faça com que elas valorizem a sua fotografia, e tornem a falta de qualidade uma característica descartável. Como? Fotos expressivas e cheias de atitude. Use seu corpo (como na foto acima), a decoração do seu quarto, as luzes da rua… Para fotos no estilo, busque no we heart it por lights.
8. Parede Branca
As paredes brancas são super úteis. Principalmente se você gosta de fotografar looks ou fotos de corpo todo. O único problema é que em algumas casas a quantidade de móveis atrapalha um pouco. Se esse for seu caso, converse com a sua mãe e peça para que ela deixa uma parede livre só pra você fazer suas sessões de fotos.
9. Animal de Estimação
Tem coisa mais fofa do que fotografia de animal de estimação? Eles são super fotogênicos e ainda fazem com que a sessão de fotos seja super divertida. Se você não tem um, pode pensar em adoção ou em cuidar do da vizinha por um dia. Que tal? Para inspirações no We Heart it busque por cat ou dog.






sexta-feira, 5 de julho de 2013

Resenha: Marley e Eu

Postado por Mayara às 18:26
Reações: 
0 comentários
Nome: Marley & Eu.
Autor: Jhon Grogan
SinopseJohn e Jenny tinham acabado de se casar. Eles eram jovens e apaixonados, vivendo em uma pequena e perfeita casa, sem nenhuma preocupação. Jenny queria testar seu talento materno antes de enveredar pelo caminho da gravidez. Ela temia não ter vindo com esse ‘dom’ no DNA, justamente porque matara uma planta, presente do marido, por excesso de cuidado - afogando-a. Então, eles decidiram ter um mascote. Vão a uma fazenda, escolhem Marley, ao tomar contato com uma ninhada, porque também ficam encantados com a doçura da mãe, Lily; depois têm uma rápida visão do pai, Sammy Boy, um cão rabugento, mal-encarado e bagunceiro. Rezam para que Marley tenha puxado à mãe, porém suas ‘preces’ não são atendidas. A vida daquela família nunca mais seria a mesma. Marley rapidamente cresceu e se tornou um gigantesco e atrapalhado labrador de 44 kg, um cão como nenhum outro. Ele arrebentava portas por medo de trovões, rompia paredes de compensado, babava nas visitas, apanhava roupas de varais vizinhos e comia praticamente tudo que via pela frente, incluindo tecidos de sofás e jóias. As escolas de adestramento não funcionaram - Marley foi expulso por ter ridicularizado a treinadora. Mas, acima de tudo, o coração de Marley era puro. Marley repartia o contentamento do casal em sua primeira gravidez e sua decepção quando sobreveio o aborto. Ele estava lá quando os bebês finalmente chegaram e quando os gritos de uma adolescente de dezessete anos cortaram a noite ao ser esfaqueada. Marley ‘fechou’ uma praia pública e conseguiu arranjar um papel num filme de longa-metragem, sempre conquistando corações ao mesmo tempo em que bagunçava a vida de todo mundo. Por todo esse tempo, ele continuou firme, um modelo de devoção, mesmo quando sua família estava quase enlouquecendo. Assim, eles aprenderam que o amor incondicional pode vir de várias maneiras.
Minha opinião: Eu infelizmente não tenho o livro, porém, um amigo meu me emprestou, faz algum tempo mas mesmo assim decidi passar a resenha e indicá-lo a vocês. Eu me emocionei muito neste livro. Eu já havia assistido o filme antes, sim eu chorei muito também, tanto o livro quanto o filme são ótimos e eu recomendo vocês lerem o livro primeiro. 
Nota: +1000
“Nossos animais de estimação têm vida tão curta e, ainda assim, passam a maior parte do tempo esperando que voltemos para casa todos os dias. É impressionante quanto amor e alegria eles trazem para nossas vidas, e quanto nos aproximamos uns dos outros por causa deles.”— Marley & Eu.

Resenha: Um homem de sorte

Postado por Mayara às 18:14
Reações: 
0 comentários

Gênero: Romance         
Número de páginas: 349
Nota: ★★★★★
 Resenha: Logan Thibault é um ex fuzileiro que participou de três missões no Iraque, e em uma dessas missões, encontrou a foto de uma mulher, que se tornou seu amuleto da sorte. Assim que voltou para casa, decidiu que tinha uma divida à pagar com a mulher da foto, que, para ele, a salvou da morte mais de uma vez. Parte então para Hampton do Colorado, à pé. Ao chegar na cidade encontra a tal mulher, mas não conta à ela sobre a foto, e sim aceita trabalhar no canil de sua avó. Com o passar do tempo, Logan se apega a vida em Hampton e a Beth e sua família, e descobre então que o destino não o levou até ali sem um propósito.
Minha opinião: Esse livro é encantador. Desde o primeiro capítulo já me apaixonei por Logan e confesso que fiquei com uma invejinha boa da Beth! A história é linda, e por incrível que pareça não encontrei nenhum ponto ruim! Me apaixonei por tudo, Beth, Nana, Ben e até por Keith! Super recomendo! 


quarta-feira, 3 de julho de 2013

Dica de leitura: Estilhaça-me

Postado por Mayara às 12:51
Reações: 
0 comentários

Sinopse: Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.
Booktrailer? aqui
Primeiro capítulo do livro? aqui
Terá filme? Não há nada definido.
Tem mais livros? Sim, mais dois livros, ainda não lançados nos EUA.
Quanto custa? De: R$ 16,82 até: R$ 29,90
Minha opinião: Sabe quando você pega um livro achando que vai ser o maior clichê, ou simplesmente um livro que você não vai gostar, apenas um passatempo? Então, você começa a ler, se vicia, e percebe que esse livro estará na lista de um dos melhores livros do ano ou seja ele é perfeito?
Pois é, Estilhaça-me é assim. É um livro incrível. Para fãs de romance, para fãs de aventura, para fãs de distopia, para fãs de mistério, para fãs de sobrenatural, para fãs de história com poderes. É uma mistura incrível e contagiosa. 

Dica de leitura: Starters

Postado por Mayara às 12:45
Reações: 
0 comentários
Sinopse: Callie perdeu os pais quando as guerras de Esporos varreu todas as pessoas entre 20 e 60 anos. Ela e seu irmão mais novo, Tyler, estão se virando, vivendo como desabrigados com seu amigo Michael e lutando contra rebeldes que os matariam por uma bolacha. A única esperança de Callie é Prime Destinations, um lugar perturbador em Berverly Hills que abriga uma misteriosa figura conhecida como o Velho. Ele aluga adolescentes para alugar seus corpos aos Enders — idosos que desejam ser jovens novamente. Callie, desesperada pelo dinheiro que os ajudará a sobreviver concorda em ser uma doadora. Mas o que parecia ser uma solução é apenas o começo de grandes descobertas… E Callie terá que lutar para tentar sobreviver.
Primeiro capítulo? aqui
Terá filme? Acho que não. Espero que não. Parem de colocar tudo o que vem pela frente no cinema! akçlerjaelkrjaejkr 
Tem mais livros? Sim, o segundo livro, Enders.
Quanto custa? De: R$ 17,91 até: R$ 29,90
Minha opinião: (Relendo minha resenha, percebi que eu solto bastante informação do livro, mas não se preocupem, não é spoilers. Essas informações você sabe tudo nos primeiros capítulos).
Starters já começa em um ritmo frenético. Você tem que prestar bastante a atenção na sinopse do livro, porque o primeiro capítulo Callie já está na Prime Destinations. E isso é um dos pontos mais legais: esse capítulo já te joga no meio da história de uma maneira surpreendente. No segundo capítulo, você já está dentro do livro familiarizado com esse novo mundo. É bem difícil não comparar Starters com Jogos Vorazes. 

Resenha: A cabana

Postado por Mayara às 12:39
Reações: 
0 comentários

O livro A Cabana, conta a história de Mackenzie Allen Phillip (mais conhecido como Mack), que durante muito tempo de sua vida, viveu em um mar de sofrimento é angústia. A trama da história gira em torno do desaparecimento e morte de sua filha mais nova Missy, que foi raptada durante as férias em família e há evidências de que ela foi brutalmente assassinada e abandonada numa cabana. Transcorrido algum tempo desde o nefasto ocorrido, em uma manhã gelada de inverno, Mack recebe uma misteriosa carta aparentemente vinda de Deus, convidando-o a voltar ao seu pior pesadelo, a cena do homicídio, a cabana, para passar um final de semana. Ignorando os alertas das cartas de que poderia ser uma cilada, ele segue numa tarde de inverno e volta a cenário do homicídio. A vida de Mack nunca mais seria a mesma após retornar ao seu pior pesadelo. O que encontra lá e surpreendente, Mack passa por um processo de aproximação de Deus. O livro “A Cabana”nós faz a pergunta: “Se Deus é tão poderoso, porque não pode amenizar a dor e o sofrimento de todos?” Mack encontra as respostas para estas perguntas  tenho certeza que surpreenderão você e, provavelmente, o transformarão tanto quanto ele. 
Opinião pessoal de Nordestiana:  Embora este livro demonstre-se surreal, digamos no palavreado do povo ‘’chato’’, a ideia por detrás da narrativa é interessante e faz com que a própria história chega a ser comovente, é confesso que no começo da leitura tudo e muito chato, sem sentido, porém a partir de um certo capítulo do livro, os interesses começam a aparecer, em minha opinião é um bom livro, repleto de coisas surreais que aparentam  ser reais em certos momentos.

Resenha: Cidade dos Ossos

Postado por Mayara às 12:33
Reações: 
0 comentários

“Cidade dos Ossos” é o primeiro livro da saga “ Os instrumentos mortais”. Seu eu não me engano são seis livros ao todo, enfim.
O livro conta a historia de Clary Fray que junto com seu melhor amigo Simon (que é um típico nerd viciado em vídeo games e que tem muito senso se humor) presencia um crime dentro de uma boate. Na verdade só ela vê o que ta acontecendo… Ta confuso? Vou explicar.
Ao entrar na boate ela vê um garoto e uma garota entrando em uma salinha, até ai nada de novo já que os adolescentes de hoje em dia adoram dar uns beijinhos, mas a coisa começa a ficar estranha quando ela vê dois caras vestidos de preto, cobertos com tatuagens estranhas e carregando o que parecia ser uma faca, o que já não é tão normal assim, seguindo o casalsinho.
Na loucura do momento Clary pede para Simon chamar o segurança, mas o espírito de vingadora baixa nela e ela resolve ir na cara e na coragem impedir que algo realmente sério acontecesse (o ministério das resenhas adverte, caso você presencie um crime e um dos envolvidos tenha uma arma não saia correndo atrás para impedir porque provavelmente não vai dar muito certo, ao menos que seu nome seja Clary e você seja ruiva, ai talvez). Quando Clary chega ela vê os dois caras de preto e a garota armados com facas e chicotes, e o garoto estava amarrado enquanto um dos caras estava o ameaçando. Bom, no final das contas um o cara de preto mata o garoto e o corpo dele simplesmente some como fumaça. Além de esse acontecimento bizarro Clary chega à conclusão de que só ela consegue ver os três jovens tatuados.
Nos dias que se seguem Clary tem um briga com a mãe e sai com Simon para dar uma espairecida, e é ai que…. tan tan tan tan… Ela conhece Jace \ooooo/ um loiro alto, bonito e sensual. E só pra constar ele era o cara que matou o garoto na boate.
Ele explica para ela que o fato de ela poder ver ele talvez possa significar que ela não é uma mundana (alguém que pertence ao mundo humano). Papo vai, papo vem Clary recebe uma ligação desesperada da mãe implorando pra que ela não volte pra casa, e ela sendo uma boa filha faz exatamente o contrario e vai correndo pra casa. Quando ela chega lá a casa esta completamente destruída e ela é atacada por um demônio, e depois de apanhar bastante ela finalmente consegue matar aquela criatura bizarra, e é ai que a historia começa a ficar boa muhahahahahahahaha.
Depois do acontecido ela passa mal e desmaia e quando acorda esta no instituto onde reconhece Jace , Isabelle e Alec que estavam com ele na noite do assassinato.
Jace conta pra ela que ele é um caçador das sombras assim como Izzy e Alec, e a missão deles é caçar demônios (no caso o garoto da boate), vampiros, lobisomens e outras criaturas do submundo.
Depois disso só lendo porque eu não conto mais nada.

 

Otome Nerd Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos